28 de março de 2010

Poluição e Poluição do Solo


            Modificação desfavorável em um ambiente, resultante da introdução de substâncias prejudiciais ou perigosas, decorrente no todo ou em parte de atividades humanas.
            A poluição pode ocorrer no ar, água, solo e subsolo.

Poluição do Solo
            O solo é a camada fina da superfície terrestre, onde as raízes das plantas se fixam para buscar alimento, ar e água. Essa camada é resultado da ação de milhões de anos da natureza e pode ser destruído rapidamente pela sua utilização inadequada.
            Existe uma relação muito grande entre o solo, a água, o clima e a vegetação; e sempre que o solo passa a ser manejado para qualquer finalidade ocorrem desequilíbrios nessa relação, levando a instabilidade desse ecossistema.
            O lixo é uma das formas mais comuns de poluição do solo, porém o uso intensivo de agrotóxicos é responsável pela contaminação de grandes áreas.
            Queimadas, desmatamentos e o mau uso do solo trazem conseqüências danosas às suas propriedades físicas e químicas, refletindo diretamente na redução da fertilidade.
            Poluição do solo é a contaminação do solo por resíduos industriais ou agrícolas transportados pelo ar, pela chuva e pelo homem.
            O uso indevido do solo e de técnicas atrasadas na agricultura, os desmatamentos, as queimadas, o lixo, os esgotos, a chuva ácida, o efeito estufa, a mineração são agentes causadores do desgaste de nossa litosfera.

As causas da Poluição do Solo
            Na agricultura os inseticidas usados no combate às pragas prejudicam o solo, a vegetação e os animais. O DDT é o mais comum desses inseticidas.
            As técnicas atrasadas utilizadas na agricultura como a queima da vegetação para depois começar o plantio.    O terreno fica exposto ao sol e ao vento ocasionando a perda de nutrientes e a erosão do solo.
            O lixo também tem o seu papel importante na degradação do solo. Devido a sua grande quantidade e composição ele contamina o terreno chegando até a contaminar os lençóis de água subterrâneos. O mesmo acontece com os reservatórios de combustíveis dos postos, pois eles ficam enterrados no solo, correndo o risco de vazamento devido a corrosão do material usado no revestimento dos reservatórios.
            A mineração com as suas escavações em busca de metais, pedras preciosas e minerais continuam devastando e tornando improdutível o nosso precioso solo.
            A imprudência, o consumismo, o desperdício e a ganância humana tratam de prosseguir essa deterioração.
Os efeitos
            Os inseticidas quando usados de forma indevida, acumulam-se no solo, os animais se alimentam da vegetação contaminada prosseguindo o ciclo de contaminação. Com as chuvas, os produtos químicos usados na composição dos pesticidas infiltram no solo contaminando os lençóis freáticos e acabam escorrendo para os rios continuando a contaminação.
            O gado quando come o pasto envenenado, transmite as substâncias tóxicas para a sua carne e para o leite que vão servir de alimento para o homem.
            Dentre as doenças causadas pelo solo contaminado estão a ancilostomose (amarelão), a teníase e verminoses como a ascaridíase (ascaris ou lombrigas) e a oxiurose causada pelo oxiúros.
            O lixo acumulado além de destruir a vegetação, contribui para a poluição do ar com o mau cheiro e com a fumaça produzida pela incineração, chegando a contaminar os lençóis de água subterrâneos com a infiltração de lixo tóxico.
            O uso indiscriminado do solo traz sérios efeitos como a erosão (é o desgaste do solo).



6 comentários:

  1. adorei agora tenho aonde encontra cada detalhes para eu pesquisas
    bjsss

    ResponderExcluir
  2. adorei essa pagina...do blog..........

    ResponderExcluir
  3. gostei muito do texto que li, voltarei mais vezes! :*

    ResponderExcluir
  4. muito bom...postei na avaliação dos meus aluno

    ResponderExcluir
  5. Seu blog me ajudou bastante. Parabéns!

    ResponderExcluir

VOTAÇÃO TOP 30/2014