19 de setembro de 2010

JORNAL



Atividades com jornal

Você verá neste tópico dicas de atividades de estímulo à leitura, alfabetização, artes, leitura crítica dos meios de comunicação e da realidade...voltadas a públicos diversos utilizando o jornal como instrumento. Caso você tenha atividades que gostaria de compartilhar no site envie um e-mail para cristiane.parente@anj.org.br e espere nosso contato!
Uma aula animada
A professora Teresa Silva, de Colatina/ES, usou o suplemento Gazetinha, do jornal A Gazeta, para trabalhar o comportamento dos personagens de desenhos animados e notícias da atualidade com os alunos da 5ª série.
Conhecendo o jornal
As professoras Marilda e Carla Eduarda, do Colégio Salesiano Jardim Camburi, do Espírito Santo, sugerem algumas atividades introdutórias para os alunos de sexta e sétima séries conhecerem o jornal. Elas participam do programa A Tribuna na Escola, do jornal A Tribuna, de Vitória/ES.
Minha história é assim
O objetivo dessa atividade é exercitar a escrita e estimular a imaginação dos alunos. Para fazer o seu desenvolvimento é necessário selecionar vários títulos de matérias e distribuir um título para cada educando. A idéia é que cada educando crie uma narrativa tomando o título que recebeu como ponto de partida, como pode ser visto na fotografia abaixo. A sugestão dessa atividade foi dada pelo Programa O POVO na Educação, do jornal O POVO, de Fortaleza/CE, que realiza capacitações periódicas com educadores para o uso de jornal na sala de aula.
Aprendendo com as charges
O objetivo dessa atividade é exercitar a leitura da charge e sua contextualização. Para seu desenvolvimento sugere-se os seguintes passos: Selecionar uma charge atual que retrate uma situação polêmica; Pedir que os educandos verbalizem o que compreendem da charge em questão e para que procurem matérias no jornal que abordem o mesmo assunto tratado na charge. Com base nas informações extraídas das matérias, juntamente com a leitura da charge, deve-se debater os valores sociais que as charges carregam, analisando a opinião nela expressa, e posicionando-se frente a essa opinião. A partir do debate outras atividades podem ser geradas. Desde novas charges a textos produzidos por eles. Atividade sugerida pelo Programa O POVO na Educação, do Jornal O POVO, de Fortaleza/CE.
Por uma cultura de Paz
Desde 1993, o programa Jornal, Escola e Comunidade (JEC), do Jornal A Tribuna, de Santos/SP, desenvolve o projeto de Educação para a Paz. Como dia 21 de setembro é o Dia Mundial da Paz, aí vão algumas sugestões de atividade do JEC.
Aprendendo literatura com o jornal e a fazer jornal com a literatura
A partir da fábula “A cigarra e as formigas” de Esopo e as paródias “A Formiga Boa” e “A Formiga Má” de Monteiro Lobato, a professora de Língua Portuguesa, Cláudia Galvão Roth, de Ponta Grossa/ PR, estimulou seus alunos a produzirem notícias de jornal.
A educação não tem cor
Vejam como as professoras Fernanda Ferreira e Patrícia Zanetti, da EMEF Patrimônio de Santo Antônio, de São Domingos do Norte/ES, usaram o jornal A Gazeta para trabalhar os temas preconceito e racismo na sala de aula.
Relato de experiências
O Diário do Norte do Paraná, de Maringá/PR, realizou no dia 22 de agosto, um encontro de professores do Programa O Diário na Escola para troca e relato de experiências. veja algumas atividades que os professores comnetaram ter feito com os alunos.
Jornal falado
A professora Rosangela de Castro, da Escola Municipal Catarina Miró, de Ponta Grossa/PR, usa o Jornal da Manhã para estimular a leitura e a expressão oral dos alunos a partir de atividades como o Jornal Falado, que ela relata abaixo.
Relato de experiências 2
O Diário do Norte do Paraná, de Maringá/PR, realizou no dia 22 de agosto, um encontro de professores do Programa O Diário na Escola para troca e relato de experiências. veja algumas atividades que os professores comnetaram ter feito com os alunos.
O jornal na Educação Especial: Uma ponte de comunicação e inclusão com o mundo
Relato da professora Ana Célia Lopes, do Colégio Municipal Luis Candido de Oliveira que fica no município de Ocara/CE, sobre o uso do jornal Diário do Nordeste (CE) com alunos especiais.
Conscientização sobre o trânsito através do jornal
A professora Patrícia Kloster, do Colégio Estadual Arnaldo Jansen, de Ponta Grossa – PR, participa com seus alunos do projeto cultural Vamos Ler!, do Jornal da Manhã. Ela usou as notícias do jornal para fazer um trabalho de conscientização sobre os perigos do trânsito e estimulou a criatividade dos alunos que criaram raps.
Jogo das Hipóteses Fantásticas
Mais uma atividade de destaque foi desenvolvida pela professora Rosângela de Castro, da Escola Municipal Catarina Miró, de Ponta Grossa-PR. Os alunos participam do projeto cultural Vamos Ler!, do Jornal da Manhã. A idéia é fazer a leitura de duas matérias, de uma retira o sujeito e de outra o predicado. A união dos elementos fornecerá a hipótese para o trabalho, e uma nova matéria surgirá da cabecinha do aluno.
Fumante passivo
A professora Maria Célia Mendes, da EMEB São Francisco de Assis de Cachoeiro de Itapemirim/ES, fez uma atividade com seus alunos de 3ª série para alertá-los sobre os fumantes passivos. Para isso usou o jornal A Gazeta, de Vitória (ES), e conseguiu envolver os alunos em atividades criativas, como confecção de cartazes, produção textual e dramatização, entre outras.
Projeto Solidariedade
Confira o depoimento da professora Maria de Lourdes Reinaldo Hirata que, a partir do jornal Tribuna do Norte (PR) realizou em parceria com a direção da escola o Projeto Solidariedade, mostrando que ações simples, como doar sangue, podem salvar muitas vidas.
Café de qualidade em Vargem Alta (ES)
A professora Maria Inez Zucolotto, da EMEB Pedro Milaneze Altoé, de Vargem Alta/ES, ligada ao Programa A Gazeta na SAla de Aula, realizou atividade com jornal para alunos da 5ª série, sobre a história do café no município. A atividade pode ser adaptada por professores de outros municípios brasileiros. Município:
Imagens e interpretações com alunos surdos
A professora Irene Bobadilha, de Dourados/MS, relata uma experiência com alunas surdas, que interpretavam as notícias a partir das imagens do jornal.
Alçando vôos: nas asas da imaginação e da criatividade
Depoimento mostra como a professora Marlene Rosa Alves, de Uberlândia, ligada ao projeto Algar Lê - Correio Educação, ajudou seus alunos da 3ª série a vencerem as dificuldades de leitura e escrita.
Aplicando a teoria na prática
Dica de atividade com jornal da professora Tatyana Peres, de Uberlândia, para alunos da 4ª série.
Recriando jornais
A historiadora e professora Geovanna Ramos estimula a criação de jornais por parte de seus alunos do Ensino Fundamental.
Brincadeiras com jornal
depois de explorar as informações do jornal, seus estilos de texto e suas possibilidades criativas, a turma mais nova pode brincar com jornal. Basta usar a imaginação!
Bullying – brincadeira sem graça
A professora Teresa Silva Dias, da EMEF Maria da Luz Gotti, de Colatina/ES, desenvolveu uma atividade sobre bullying com seus alunos da 6ª série. A partir de matéria publicada no jornal A Gazeta (ES) ela estimulou a reflexão de seus alunos e a produção de raps, paródias, pesquisas, debates, painel e gráficos. Essa atividade ganhou primeiro lugar no concurso Jornal na Sala de Aula, promovido pelo jornal A Gazeta, que elegeu as melhores práticas de 2008. A professora ganhou um computador, o segundo lugar ganhou uma câmera digital e, o terceiro, um DVD.
Atividade "Vamos Ler" - Soluções para o lixo urbano
Atividade realizada pelos alunos da Escola Estadual Alberto Rebello Valente, de Ponta Grossa, PR. A escola participa do projeto cultural ‘Vamos Ler’ realizado pelo Jornal da Manhã. ESCOLA ESTADUAL ALBERTO REBELLO VALENTE Turma: 5ª série B Professor: Jesse Murilo Costa Disciplina: Ciências Atividade: Soluções para o problema do lixo urbano Objetivos: Criar, a partir de uma situação problema, uma solução inovadora para o destino do lixo urbano, tentando estabelecer uma relação entre esse problema e os artifícios que poderíamos utilizar, provindos da própria natureza. Desenvolvimento: A partir de uma breve discussão sobre a situação da produção excessiva de lixo urbano no planeta, tentando trazer para a realidade do aluno em sala de aula (produção excessiva de papel) e mesmo em sua casa ou bairro. A proposta: COMO PODERÍAMOS ACABAR OU AMENIZAR O PROBLEMA DO ACÚMULO DE LIXO URBANO? Além da sensibilização das pessoas, da redução, da reutilização e da reciclagem do lixo. Após o lançamento da proposta os alunos, individualmente, produziram textos sobre a temática e lançaram aí suas idéias inovadoras. Além do texto foi proposta uma ilustração da idéia e compartilhamento em grupo. Comentário do professor: A participação dos alunos foi além do esperado. Muito empolgados, geraram idéias realmente interessantes e diferentes, e muitos conseguiram além de ilustrar expor à turma suas idéias. O trabalho foi extremamente proveitoso. Texto de Talita Moretto Coordenadora Projeto Cultural ‘Vamos Ler!’
Atividade "Vamos Ler" - Soluções para o lixo urbano (1)
Atividade realizada por Jesse Murilo Costa, professor de ciências da 5ª série , da Escola Estadual Alberto Rebello Valente (Ponta Grossa/PR). A escola participa do projeto cultural ‘Vamos Ler’ realizado pelo Jornal da Manhã.
Atividade "Vamos Ler" - Soluções para o lixo urbano (2)
O resultado da atividade "Vamos Ler" - Soluções para o lixo urbano, realizada por Jesse Murilo Costa, professor de ciências da 5ª série, da Escola Estadual Alberto Rebello Valente (Ponta Grossa/PR) pode ser visto no exemplo do texto escrito por um aluno da escola, que participa do projeto cultural ‘Vamos Ler’ realizado pelo Jornal da Manhã. A descrição da atividade está em Atividade "Vamos Ler" - Soluções para o lixo urbano (1).
Água de beber
Veja dica de atividade do Programa "A Gazeta na sala de aula", desenvolvido pelo jornal A Gazeta (ES). professores de outros estados podem adaptar a atividade a suas realidades.
"Xô, xô, dengue"
A Professora da Educação Infantil, Analice Bitti, da CEIM Perpétua Maria dos Anjos, em Linhares (ES), realizou com sua turma o projeto "Xô, xô dengue". Ela faz parte do programa A Gazeta na Sala de Aula, do jornal A Gazeta (ES).
Como minha comunidade aparece no jornal
A atividade sugerida, que une música e reflexão sobre o jornal, tem como objetivo estimular um debate entre os alunos. E, a partir dela, reflexões e outra série de atividades que o professor pode realizar.
Produzindo uma charge
Veja como a professora Marciane Sucena Barbosa, da Escola Municipal Dr. Guilherme Heller Bauer, situada na Vila Liane, Ponta Grosssa (PR), desenvolveu uma atividade de criação de charge com seus alunos.
O que estão fazendo com nossas crianças?
A professora Rosilei Sarnáglia Covre, da EEUEF Bela Veneza, de Itarana (ES), desenvolveu uma atividade com seus alunos de 1ª a 4ª séries a partir do jornal A Gazeta (ES). A idéia era estimular debates sobre maus-tratos sofridos por crianças.
Heróis do cotidiano
A professora Tânia Monnerat, da EMEF Álvaro de Castro Mattos, de Vitória (ES), trabalha com educação de jovens e adultos e criou uma atividade com jornal como suporte de trabalhos de arte. Ela faz parte do programa "A Gazeta na Sala de Aula", do jornal A Gazeta (ES).
Criando e trabalhando com notícia de jornal
Veja a sugestão de atividade que os educadores ligados ao programa Algar Lê, do Correio de Uberlândia (MG) realizaram logo após o primeiro módulo de formação que participaram!
Questões relacionadas ao meio ambiente
A atividade a seguir foi conduzida pela professora Isabel Cristina Roth, com a turma do 2º ano do 2º ciclo A, da ESCOLA MARIA VITÓRIA BRAGA RAMOS, que participa do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa-PR). Veja o depoimento da professora: Depois de uma explanação de Marlene Montani dos Santos (recém formada em “técnico em meio ambiente”) sobre os principais problemas relacionados ao Meio Ambiente, nos alertando sobre o aterro de Ponta Grossa e nos informando sobre a possibilidade de Curitiba e região “exportarem” o lixo para nossa cidade, Ponta Grossa, ficamos indignados. Ela relatou: “O aterro está localizado dentro da APA da Escarpa Devoniana, sobre áreas encharcadas, área de recarga do Aquífero Furnas. Não houve comparação de alternativas locacionais. Isto causaria um impacto no Meio Ambiente, gerando problemas à população.” Houve um debate em sala de aula onde foram levantadas questões relevantes relacionadas ao meio ambiente, depois os alunos escreveram textos sobre o aterro em Ponta Grossa. A maioria das pessoas desconhecia a questão da possibilidade de Curitiba e região enviarem mais de duas mil toneladas de lixo diariamente para Ponta Grossa. Os pais foram comunicados e ficaram assustados com esta questão. Alguns comentaram: “Ponta Grossa recebe em nosso ‘lixão’ aproximadamente trinta e cinco toneladas de lixo e materiais recicláveis diariamente, como vai receber mais?"; "Me sinto agredido”; “Ponta Grossa já tem lixo suficiente para se preocupar!” Todos foram contra esta possibilidade. A população não está ciente do que está ocorrendo. Baseada em toda esta polêmica decidimos divulgar a notícia nas salas, mercados, padarias e aos demais moradores do bairro, através de cartazes que os próprios alunos confeccionaram. A idéia era saber também a posição do nosso secretário de Meio Ambiente e qual será a resposta do presidente do IAP. A questão do lixo é um assunto polêmico além de ser um problema mundial. Precisamos nos conscientizar da importância da coleta seletiva do lixo, diminuindo sua produção em nossa própria casa. (Isabel Cristina Roth) Opinião dos alunos: POR QUE PONTA GROSSA? Nós devemos nos manifestar para não deixar que Curitiba e região traga seu lixo para Ponta Grossa. São mais de duas mil toneladas diárias. Por que Curitiba e região não reciclam? O lixo orgânico pode virar adubo e assim ficará menor a quantidade de lixo para o aterro de Caximba. Por que Ponta Grossa? Temos muitos pontos turísticos maravilhosos. Temos que fazer protestos, abaixo assinados, qualquer coisa para não deixar que Curitiba e região traga o seu lixo para Ponta Grossa. Elegemos os políticos para cuidar da nossa cidade. E nós, crianças, como será o nosso futuro? Não sabemos se teremos doenças. Não podemos deixar que Curitiba e região traga o seu lixo para Ponta Grossa! Lute! Adriele Siqueira PONTA GROSSA QUER CRESCER A questão de Caximba, que quer trazer mais de duas mil toneladas diárias de lixo,me deixa assustada. Ponta Grossa produz trinta e cinco toneladas de lixo por dia e já é muito para nossa cidade. Se vier mais lixo de Curitiba e região, o que será de Ponta Grossa? E nossos pontos turísticos? Ponta Grossa precisa continuar melhorando. Prefeito e vereadores, vamos lutar para defender nossa cidade? Por que logo Ponta Grossa? Flávia Siqueira
Jornal e humor, uma mistura que dá certo
A professora de Língua Portuguesa, Najet Saleh, de Ponta GRossa (PR) compartilha conosco uma proposta interessante para trabalhar com a notícia de jornal. Mais precisamente as de caráter humorístico. Ela participa do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (PR).
Jornal e humor
Veja como a professora de Língua Portuguesa, Najet Saleh, de Ponta Grossa (PR), desenvolve atividades unindo jornal e humor. Ela faz parte do Projeto Cultural Vamos Ler, desenvolvido pelo Jornal da Manhã (PR)
Trabalhando com Manchetes
A Professora Raquel Lipe de Oliveira Marchioli, da 4ª “A”, da Escola Municipal Pioneiro Manuel Dias da Silva, de Maringá (PR), faz parte do programa O Diário na escola, desenvolvido pelo jornal Diário do Norte do Paraná. Vamos ver a atividade que ela fez com os alunos a partir das manchetes.
Hemeroteca
Veja como a professora Celi Mara Fuentes Martins Gesualdo, da 4ª série D da Escola Municipal Messias Barbosa, de Floresta (PR), organizou uma hemeroteca com seus alunos. Celi, que é professora de Língua Portuguesa, Ciências e História, usou o jornal O Diário, de Maringá (PR) e nos conta como foi.
Arte e análise econômica juntas
O professor Roberth Marcel Fabris, da disciplina: Arte Educação, trabalhou com as turmas de 5ª e 7ª “A” e “B”, da Escola Municipal D. Lazara Ribeiro Vilela, de Maringá (PR) a arte e a compreensão dop mundo dos negócios. Ele se aproveitou de uma matéria sobre a compra da Marvel (império dos quadrinhos) pela Disney e colocou os alunos para pensarem e produzirem. Roberth trabalha com o jornal O Diário do Norte, de Maringá, e com o projeto Diário na Escola.
Um veículo de comunicação
Veja como a professora Andreia Barboza Caiano, da EMEF Braço do Sul, do município de São Domingos do Norte (ES) trabalhou o jornal com suas turmas de 3ª e 4ª séries. Ela usa o jornal A Gazeta (ES) e é ligada ao programa Gazetana Sala de Aula.
Oficina literária “Classificados poéticos”
A professora Margareth Hemerly Martins, da EMEF Vital Lucas, de Rio Novo do Sul (RS), criou uma oficina literária a partir dos classificados de jornal com seus alunos da 4ª série. Margareth faz parte do programa A Gazeta na Sala de Aula, do jornal A Gazeta (ES).
Conhecendo os contos de fadas
A professora Ivone Aparecida Lorenzoni, da Educação Infantil da EMEF Aracê, no município de Domingos Martins (ES), usou uma matéria do suplemento infantil Gazetinha, do jornal A Gazeta (ES), para trabalhar jornal e contos de fada com a turminha. Confira!
Onde morar?
A partir de uma notícia do jornal Diário do Norte, de Maringá (PR), as professoras Ilma O. Souza da Silva (História) e Maura de Fátima R. Pereira (Ambiente Educacional Informatizado), que lecionam na Escola Municipal Prof. Milton Santos, em Maringá (PR), trabalharam temas como o MST, terra, trabalho, moradia... com seus alunos de 4ª série. As duas fazem parte do programa Diário na Escola.
Lendo através de imagens
Com o objetivo de promover maior proximidade do aluno com o veículo jornal e proporcionar um conhecimento amplo das informações contidas no jornal, a professora Jaqueline Aparecida Fernandes, da 4ª série A da Escola Municipal Guiti Sato, município de Marialva (PR), focou seu trabalho na leitura de imagens do jornal. Ela faz parte do programa Diário na Escola e, além do jornal usou o DVD "Leitura Apreciativa de Imagens", da educadora Silvia Costa, que foi coordenadora do programa Tribuna na Escola, de Santos (SP).
Família: uma questão de valores
A partir do jornal a professora Karinna Maria Dias Pagung, da EMEF Adalgiza Fernandes Marvilla, município de Guarapari (ES), trabalhou o conceito de família com seus alunos de 2ª série. Karinna faz parte do programa A Gazeta na Sala de Aula, do jornal A Gazeta (ES).
A saúde começa pela boca
Como estimular uma alimentação saudável entre as crianças e sensibilizá-las para a importância da higiene bucal? A professora Luciene Carla Francelino, do Infantil VII da EMEB Carim Tanure, no município de Cachoeiro de Itapemirim (ES), usou o jornal A Gazeta como parceiro.
JORNAL DA ESCOLA - JZ INFORMA
Veja como a professora Audineia Apª Wojciechowski, das turmas de 2º ano/2º ciclo, da Escola Municipal Profª Zeneida de Freitas Schnirmann, incentivou a criação de um jornal por parte de seus alunos. Zeneida faz parte do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa/PR)
CRIANÇAS EM RISCO
A professora Sheila Betty Campos Jaronski , da turma do 2º ano/2º ciclo da Escola Municipal Dr. Leopoldo Pinto Rosas usou o jornal para discutir com seus alunos a situação da violência contra as crianças. Sheila faz parte do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa/PR)
Oficina de Charge
A partir das situações do cotidiano, alunos de Ensino Fundamental e Médio do colégio estadual 31 de Março, que lêem o Jornal da Manhã (PR), foram estimulados pela professora Sofia Maria Alexandre a desenvolver suas próprias charges.
Jornal na Escola
A professora Ana Maria Czelusniak, do colégio estadual Professor Colares desenvolveu um jornal com seus alunos da 5ª série. Ela faz parte do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa/PR) Confira!
Paz na escola? Depende de nós
Veja a atividade com jornal realizada pela professora Deucélia Bernardo Lucio da Silva, da EMEF Profª Maria Celeste Torezani Storch, 1º ano a 4ª série, de São Gabriel da Palha (ES). Essa atividade foi vencedora do concurso de melhores atividades com jornal de 2009, promovido pelo programa A Gazeta na Sala de Aula, do jornal A Gazeta (ES).
Criança tem que brincar e ser feliz
Estudantes do Colégio Estadual Santa Maria, de Ponta Grossa-PR, pesquisam sobre exploração e abuso infantil e deixam uma lição para toda a comunidade. Eles participam do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa/PR).
Dengue é manchete no jornal da escola
Na Escola Municipal Profª Zeneida de Freitas Schnirmann, de Ponta Grossa-PR, os alunos sentiram a necessidade de montar um Jornal com as principais atividades desenvolvidas informando os pais e os colegas sobre os acontecimentos da escola. A Escola participa do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa/PR)
As várias formas de noticiar
Veja abaixo uma dinâmica sugerida pelo Blog do Jornal Escola, programa do jornal Comércio da Franca (SP), coordenado por Lívia Inácio.
Trabalhando com notícias e propagandas
Veja a dica de dinâmica com os alunos postada por Lívia Inácio no blog do programa Jornal Escola, do jornal Comércio da Franca (SP).
Trabalhando com os diferentes tipos de cadernos
Lívia Inácio, do programa Jornal Escola (Jornal Comércio da Franca/SP), postou no blog do programa uma dinâmica para ser feita com os alunos, envolvendo os diferentes tipos de cadernos de um jornal. Confira!
Caixinha de Manchetes
Atividade desenvolvida pelas professoras Ederli Bonfim Brandt Zadra e Fabiane Moro Carbonar Meinicke, de Ponta Grossa (Paraná), da Escola Santa Teresinha. Elas fazem parte do Projeto Cultural Vamos Ler, desenvolvido pelo Jornal da Manhã (PR). Boa leitura!
Projeto Folclore: um resgate cultural
A professora Eglieni Trevezani, da EMEF Braço do Sul, de São Domingos do Norte (ES), desenvolveu o "Projeto Folclore: um resgate cultural", para alunos da 5ª a 8ª séries. Ela faz parte do Programa A Gazeta na Sala de Aula, do jornal A Gazeta, do Espírito Santo. Confira sua atividade:
Uma casa muito engraçada
As professoras Jane Maria de Freitas, Gerlaine Marinotte, Rita Brumana e Eunice Negris, da 2ª série da Escola Álvaro de Castro Mattos, em Vitória/ES, criaram a atividade "Uma casa muito engraçada". Elas fazem parte do programa "A Gazeta na Sala de Aula", do jornal A Gazeta/ES. Vamos ver se a atividade delas pode ser usada em nossos projetos?
Antenado no tempo
"Antenado no tempo" é o nome da atividade com jornal que a professora Noemia Gonçalves Assafrão, da EMEF Nova Esperança, no município de Piúma (ES) realizou com sua turma de 4º ano. Noemia faz parte dos professores ligados ao programa A Gazeta na Sala de Aula, desenvolvido pelo jornal A Gazeta, do Espírito Santo. Vamos conferir a atividade?!
Expectativa de vida
Veja como a professora Lucila Eurich da Silva, do 2º ano do 2º Ciclo da Escola Mul. Profª Shirley Aggi Moura, de Ponta Grossa/PR, realizaou uma atividade com seus alunos a partir de dados sobre a expectativa de vida dos paranaenses. ELa faz parte do Projeto Cultural Vamos Ler, do Jornal da Manhã (Ponta Grossa-PR). Coordenação: Talita Moretto
Corpo Audiovisual
A partir de uma matéria sobre cultura afro no jornal A Tarde, a equipe do programa A Tarde Educação sugere uma atividade que pode ser desenvolvida pelos professores com seus alunos. Você também pode selecionar uma notícia de algum jornal do seu estado e fazer algo parecido.
http://www.anj.org.br/jornaleeducacao/biblioteca/atividades-com-jornal

Um comentário:

  1. Laura passei para conhecer seu blog ele é fantástico muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderExcluir

VOTAÇÃO TOP 30/2014