8 de setembro de 2010

PROJETOS DIDÁTICOS



POR QUE TRABALHAR COM PROJETOS
  
1. O que significa trabalhar com projetos didáticos?
·         É partir de questões ou situações reais e concretas, contextualizadas, que interessem de fato aos alunos.
·         Significa dar aos alunos a oportunidade de aprender a fazer planejamentos com o propósito de transformar uma idéia em realidade.
·         É compartilhar com os alunos uma aprendizagem com sentido.
2. Qual a diferença entre trabalhar com projetos e com temas geradores?
·         Num projeto, os conteúdos estão muito bem definidos, pois as crianças precisam de uma diversidade de situações de aprendizagem sobre um determinado assunto para aprender, enquanto que no tema gerador é difícil explorar bem os conteúdos de tantas disciplinas (interdisciplinaridade).
·         Os temas geradores são assuntos, não questões ou situações-problema que motivem o desenvolvimento de um projeto.
·         O projeto didático é uma idéia mais ampla, onde professor e alunos imaginam uma ação, traçam um plano para torná-la real, realizam esse plano, controlam o processo, respondem aos acontecimentos imprevistos e chegam ao resultado projetado.
3. O tema de um projeto é escolhido pelos alunos, pelo professor ou coletivamente? O que cabe a cada um decidir?
·         O tema do projeto deve ser escolhido pelo professor, pois ele sabe os objetivos didáticos e os conteúdos que deseja trabalhar, mas existe um espaço para a tomada de decisão dos alunos.
·         É preciso estabelecer, em primeiro lugar, o que os alunos já têm condições de decidir sozinhos e deixá-los agir.
·         O tema pode ser levado pelo professor, mas os alunos têm de estar interessados em desenvolvê-lo.
4. Que decisões o professor precisa tomar antes de dar início a um projeto didático?
·         Um projeto é uma forma de ação pedagógica, então, o primeiro passo é conhecer seus alunos e verificar se eles estão em condições de tomar decisões de forma autônoma ou é preciso monitorá-los. Quando os estudantes são imaturos o professor deve assumir o comando do projeto, mas lembre-se: quando o professor decide tudo não há um projeto didático.
·         Há dois pontos de partida: a questão que justificará o projeto e as competências que serão desenvolvidas na solução da situação-problema.
·         O professor ao compartilhar um projeto, precisa ter a flexibilidade de mudar algumas etapas previstas (rever o planejamento).
5. Um projeto didático precisa ser interdisciplinar?
·         Sim, os projetos são interdisciplinares porque partem de questões reais, concretas e contextualizadas.
·         Não necessariamente, mas para que isso aconteça, os conteúdos específicos precisam ser definidos previamente pelo professor, como os de leitura, escrita e oralidade.
·         Não, um projeto didático é um caminho para ensinar algo que faça sentido para os alunos e isso pode acontecer em uma única disciplina.
6. Todo projeto didático deve ter um produto final? (culminância)
·         Sim, projeto é o esforço de criar uma idéia e o trabalho desenvolvido para torná-lo realidade.
·         O produto escolhido também deve ser próximo das práticas sociais dos alunos.
·         O resultado de um projeto pode ser uma ação, como um sarau de poesias, por exemplo, ou objetos concretos.
7. Como é feita a avaliação do que os alunos aprendem com o projeto pedagógico?
·         Num projeto que envolve mais de uma disciplina, o ideal é que cada professor defina o que quer ensinar e os critérios para avaliar a turma.
·         A avaliação deve ser feita durante todo o processo, pois dela dependem os passos seguintes e os ajustes.
·         Não é preciso criar situações artificiais de avaliação. O ideal é aproveitar a própria situação de aprendizagem. A avaliação não deve servir para categorizar o estudante, mas oferecer indícios de como anda a evolução da classe.
8. Qual a duração ideal de um projeto?
·         Ele deve terminar quando todos concordarem que a questão inicial foi respondida.
·         Eles podem durar um semestre letivo (quatro meses), mas há projetos que podem ser executados em um bimestre ou mesmo um ano inteiro.
·         Depende daquilo que se quer ensinar. Porém vale lembrar que projetos longos (um semestre ou mais) precisam ser muito bem definidos, pois podem se perder pelo caminho e desandar.
9. Como vencer a resistência dos professores que só acreditam em aulas expositivas e dão pouco crédito ao planejamento, discussão e execução coletiva de um projeto?
·         O professor resistente deve experimentar a realização de um projeto e ver a diferença nos próprios alunos.
·         O melhor jeito de quebrar a resistência é realizando projetos maravilhosos e explicando a esses colegas como se faz para as coisas acontecerem.
·         A experiência de participar de um projeto costuma acabar com qualquer resistência. É só experimentar para começar a gostar.
 Obs.: Cada resposta é a opinião de um autor; prova de que, em educação, não há uma verdade única.
 Fonte: Revista Nova Escola – Outubro/2001 - 
http://adasantanna.vilabol.uol.com.br/projetosdidaticos.htm

Um comentário:

  1. Adorei seu blog e vou seguí-lo. Sou psicóloga e trabalho com crianças e adolescentes. Como fui convidada para atuar numa escola de educação infantil,achei bacana conhecer mais sobre o assunto!

    Bjsss

    ResponderExcluir

VOTAÇÃO TOP 30/2014