10 de fevereiro de 2014

5 º ano



5O ANO NO ENSINO FUNDAMENTAL

Ao final da 5º ano (4a série) do Ensino Fundamental, o aluno deverá ser capaz de, pelo menos:
·         Participar de situações de intercâmbio oral do cotidiano escolar, tanto as menos formais, quanto as mais formais (como seminários, mesas-redondas, apresentações orais de resultados de estudo, debates, entre outros): ouvindo com atenção, intervindo sem sair do assunto tratado, formulando e respondendo perguntas, justificando suas respostas, explicando e compreendendo explicações, manifestando e acolhendo opiniões, argumentando e contra-argumentando;
·         Participar de debates sobre temas da atualidade alimentados por pesquisas próprias em jornais, revistas e outras fontes;
·         Planejar e participar de situações mais formais de uso da linguagem oral no âmbito escolar (como seminários, mesas-redondas, apresentações orais de resultados de estudo, debates, entre outros), sabendo utilizar alguns procedimentos de escrita e recursos para organizar sua exposição;
·         Apreciar textos literários e participar dos intercâmbios posteriores à leituraem diferentes situações como, por exemplo, a Roda de Leitores;
·         ler textos para estudar os temas tratados nas diferentes áreas de conhecimento (como, por exemplo, textos de enciclopédias, textos que circulam na internet, publicados em jornais impressos, revistas, etc.), em parceria ou individualmente;
·         Utilizar – no processo de ler para estudar ou de informar-se para produzir novos textos - procedimentos como: copiar a informação que interessa, grifar trechos, fazer anotações, organizar esquemas que sintetizem as ideias mais importantes do texto e as relações entre elas etc.;
·         Selecionar textos no processo de estudo e pesquisa, em diferentes fontes  apoiando-se em títulos, subtítulos, imagens, negritos, em parceria ou individualmente;
·         Ler, por si mesmo, textos de diferentes gêneros (como contos, fábulas, mitos, lendas, crônicas, poemas, textos teatrais, da esfera jornalística etc.), apoiando-se em conhecimentos sobre o tema do texto, as características de seu portador, da linguagem própria do gênero e do sistema de escrita;
·         No processo de leitura de textos utilizar recursos para compreender ou superar dificuldades de compreensão (como, por exemplo, pedir ajuda aos colegas e ao professor, reler o trecho que provoca dificuldades, continuar a leitura com intenção de que o próprio texto permita resolver as dúvidas ou consultar outras fontes, entre outros procedimentos);
·         Reescrever,  em parceria ou individualmente, histórias conhecidas, modificando o narrador ou o tempo ou o lugar, recuperando as características da linguagem escrita e do registro literário;
·         Produzir textos de autoria em parceria ou individualmente  (como, por exemplo, cartas de leitor; indicações literárias; textos expositivos sobre temas estudados em classe; textos da esfera jornalística dentro de projetos de produção de jornais – murais ou impressos), utilizando recursos da linguagem escrita e o registro adequado ao texto (jornalístico, acadêmico-escolar, etc);
·         Produzir contos de autoria, em parceria ou individualmente, utilizando recursos da linguagem escrita e do registro literário;
·         No processo de reescrita de textos e de produção de textos de autoria: planejar o que vai escrever considerando o contexto de produção; textualizar, utilizando-se de rascunhos; reler o que está escrevendo, tanto para controlar a progressão temática quanto para avançar nos aspectos discursivos e textuais;
·        Participar de situações de revisão de textos realizadas coletivamente ,  em parceria com colegas ou individualmente considerando - em diferentes momentos - as questões da textualidade (coerência, coesão – incluindo-se a pontuação),  e a ortografia,  depois de finalizada a primeira versão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOTAÇÃO TOP 30/2014