13 de setembro de 2009

DIA DE ÍNDIO

Os indígenas têm um modo de vida diferente do nosso. Eles são muito mais ligados à terra. Não trabalham com o objetivo de juntar dinheiro, bens, nem nada desse tipo. Trabalham em suas lavouras para garantir o sustento da aldeia; fora isso, alimentam-se dos frutos das árvores e dos animais que caçam. Para os índios, a terra é muito importante, sagrada mesmo. Não só porque é o lugar de onde tiram seu sustento, mas também porque é o que eles consideram como o próprio lar. Por isso, a Constituição brasileira garante que as terras dos índios devem ser demarcadas (determinadas) pelo governo e devem ser respeitadas por todos. Às vezes esses direitos não são respeitados. Alguns grandes proprietários de terras, madeireiros e garimpeiros tentam expulsar os índios de suas terras para explorá-las, e para isso, muitas vezes fazem uso de força bruta para tirá-los de lá. A situação dos índios é grave em várias regiões, e infelizmente muitas comunidades indígenas já perderam grande parte de seus territórios.
Texto II
NAS ALDEIAS DOS ÍNDIOS, UMA REALIDADE DIFERENTE
Até os sete anos, as crianças Maxakali ficam perto das casas e não se afastam da área da aldeia. Os Maxakali afirmam que até esta idade elas pertencem às suas mães. Quando atingem sete anos, os meninos são iniciados no universo cerimonial. Passam-se três meses na “ Casa dos cantos”, como chamam a casa do mato. Segundo os índios, os meninos ficam ali “ aprendendo as coisas do mato e dos antepassados para ensinar aos filhos.” No início de outubro, houve uma cerimônia de iniciação para quatro meninos. Os adultos prepararam um mastro, erguido no centro a aldeia. As crianças foram despidas e seus corpos pintados de vermelho, com urucum. Depois disso, os adultos começaram a entoar um canto religioso. Mesmo sabendo que ficariam dentro da “ Casa dos Cantos” durante três meses, os meninos pareciam felizes em serem iniciados aos rituais.Nesses rituais há uma grande distribuição de alimentos, principalmente de caça, entre eles. Como os Maxakali não têm mais caça, eles pedem às pessoas amigas que lhes dêem um animal. Então , eles soltam o bicho no mato e correm ao seu alcance, pois a caça também faz parte dos rituais religiosos e deve ser preservada.
1) Assinale a opção correta.
a) Os dois textos falam sobre o mesmo tema, mas abordando assuntos diferentes. Os dois textos são:
( ) informativos, pois relatam as atividades e comportamento dos indígenas.
( ) lendas, pois contam histórias inventadas pelo povo.
( ) Nenhuma das alternativas anteriores.
b) Apesar de abordarem o mesmo tema, os assuntos são diferentes em cada texto, porque:
( ) no primeiro texto é retratado a importância da terra para os indígenas.
( ) no segundo texto é abordado o desrespeito ao território indígena apesar da garantia conferida aos indígenas na Constituição brasileira.
c) Os indígenas mantêm viva a sua cultura. A parte do texto que confirma este fato é:
( ) “Segundo os índios, os meninos ficam ali aprendendo as coisas do mato.”
( ) “Nesses rituais há uma grande distribuição de alimentos.”
d) No texto II o autor revela que as crianças indígenas ficam perto de suas mães, fato este interrompido quando :
( ) ” suas mães vão para a mata fechada caçar.”
( ) quando os meninos completam sete anos e vão para “Casa dos Cantos.”
e) O autor do primerio texto revela que :
( ) Os grandes proprietários de terras, madeireiros e garimpeiros respeitam a Constituição brasileira e os territórios indígenas.
( ) Alguns grandes proprietários de terras, madeireiros e garimpeiros tentam expulsar os índios de suas terras.
2) Escreva certo ou errado de acordo com os textos:
a) O texto II revela que as crianças ficam muito tristes ao separarem-se de suas mães .
b) Os indígenas respeitam e procuram manter vivas sua cultura e tradição.
c) No texto I, o relato é atual com relação à realidade indígena.
d)No texto I, o autor descreve a atuação egoísta na exploração dos recursos naturais por parte de fazendeiros, madeireiros e garimpeiros.
e)Os indígenas não acumulam riqueza material e deixam de herança a seus descendentes a riqueza cultural de seus ancestrais.
GRAMÁTICA
1)Todas as palavras grifadas são substantivos concretos em apenas uma das alternativas.Assinale-a:
a)Gosto de ver as flores no jardim de minha casa.
b)A tristeza que estampava seu rosto causava dor em minha alma.
c)Se a saudade não fosse tanta, minha dor não seria tão cortante.
2)Assinale apenas onde NÃO há presença de substantivos compostos:
a)O livro que estava sobre a mesa desapareceu.
b)Lucas bateu com o carro e quebrou o pára-lamas.
c)O pernilongo passava horas em meio aos grãos do girassol.
3)Assinale a opção em que todas as palavras sejam antônimas:
a)feio-horroroso/medonho-horrendo
b)belo-feio/rico-pobre
c)sessão/seção/cessão
4)São parônimas as palavras:
a)soar-suar/ comprimento-cumprimento/discrição-descrição
b)manga de camisa/manga (fruta)
c)estrato(camada/estrato( o que se extrai de)
5)Assinale a alternativa em que na frase os substantivos sejam heterônimos:
a)O menino e a menina brincam no parque.
b)As vítimas eram duas mulheres e um homem.
c)O arcebispo e a arquiepiscopisa rezaram pela nação.
6)Assinale a opção cujas palavras são adjetivos do mesmo tipo:
a)acreano- gentil-sergipano
b)fácil-útil-veloz
c)delicado-bom-feliz
7) A única frase que contém erro quanto a flexão do substantivos em número e:
a)Os chapéus e os anéis são meus.
b)Os cidadões preferem lutar contra o desemprego.
c)Os cristãos verdadeiros são fiéis a Deus.
8) A única frase correta quanto a flexão do adjetivo em número é:
a)Os homens surdos mudo.
b)Os meninos surdos mudos.
c)Os meninos mal educado.
Image and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOTAÇÃO TOP 30/2014